Sistema de Ensino Anglo

UM POUCO DA NOSSA HISTÓRIA

Os primeiros passos foram dados em 1894 quando o educador português Antônio Guerreiro fundou em São Paulo o Ginásio Professor Guerreiro, renomeado duas décadas depois para Ginásio Anglo-Latino, em homenagem aos aliados.

Após a revolução de 1932, foi fundado o curso preparatório Anglo-Latino, fruto da parceria do estudante de Engenharia Celestino Rodrigues com o professor Leo Bonfim.

Ainda na década de 30, com o falecimento do professor Guerreiro as instalações do ginásio foram vendidas para Leo, Celestino e outros professores que as expandiram e fundaram o Colégio Anglo-Latino, que já demonstrou excelência logo na década seguinte quando foi considerado o melhor colégio particular de São Paulo e o melhor curso preparatório para exatas.

Em 1950 o Colégio Anglo-Latino foi fechado em São Paulo, porém retomado em Piratininga por quatro professores – Simão Faiguenboim, Emílio Gabriades, Abraham Bloch e Carlos Marmo – que fizeram sucesso nas duas décadas seguintes devido aos recursos didáticos oferecidos. Se destacam os fascículos teóricos, os simulados e publicações de vestibulares resolvidas e comentadas.

Na década de 70 houveram algumas inovações importantes: o Anglo criou a apostila-caderno que revolucionou o setor de material didático, expandiu a área de abrangência que antes se restringia apenas à Exatas para Biológicas e Humanas também e difundiu às outras instituições o sistema de ensino para vestibulares desenvolvido por eles.

No começo da década seguinte, começaram a desenvolver material didático para o Ensino Médio e abriram sua segunda unidade em São Paulo.

Para completar a abrangência de ensinos, na década de 90 o Anglo passou a desenvolver material didático para o Ensino Fundamental e a Educação Infantil, além de inaugurar outra unidade na cidade.

Como resultado do empenho e dedicação dos profissionais envolvidos, o Sistema iniciou o terceiro milênio com parceiros em todo o país, compartilhando o brilhante conhecimento dos professores com as gerações que se formaram e ainda estão por vir.

Tudo gira em torno da aula. Em casa, os alunos estudam diariamente as aulas dadas ao fazer as tarefas. Com o material Anglo, o hábito de estudo é incorporado pelos estudantes de forma natural.

O QUE FAZ DO ANGLO DIFERENTE

O Anglo no Ensino Fundamental = Tradição e Modernidade

Onde está a tradição? No que sempre deu certo: na valorização do conteúdo disciplinar, na precisão de conceitos e noções, no estímulo a atitudes e comportamentos éticos e construtivos, na exigência de estudo diário.

E a modernidade? Na incorporação de novas estratégias pedagógicas, ancoradas em experimentações bem-sucedidas, como inclusão de assuntos da realidade imediata, integração interdisciplinar, abordagem interativa dos conteúdos, abordagem de temas transversais, valorização da leitura, da escrita e do raciocínio lógico. 

Desvendando a cultura

Todos os volumes privilegiam o contato com o patrimônio cultural da humanidade. Compositores clássicos, pintores, grupos musicais regionais, orquestras, vestígios de antigas civilizações estão presentes nas atividades diárias dos alunos. Os temas propostos estimulam, de modo prazeroso, a criatividade e a vontade de aprender.

O material Anglo para o Ensino Médio desenvolve a criatividade dos alunos e a capacidade de enfrentar com sucesso situações novas, contribuindo para sua formação ética e cidadã, além de torná-los aptos disputar vagas nas mais concorridas universidades.

Corpo docente capacitado

Os professores que utilizam o Sistema Anglo de Ensino recebem o Manual do Professor, que apresenta a fundamentação teórica do material, sugestões para o planejamento e a condução de todas as aulas, indicações de atividades extras, materiais e recursos didáticos. Além disso, participam de treinamentos presenciais, conduzidos pelos próprios autores do material.

Aula dada, aula estudada

Tudo gira em torno da aula. Com o material Anglo, o hábito de estudo é incorporado pelos alunos de forma natural. Eles diariamente estudam em casa a aula dada, ao fazer as tarefas.